Notícias

Voluntários podem ajudar ofertando, cozinhando e servindo as refeições

O Projeto Sopão é realizado desde 2008 e, semanalmente, serve cerca de 200 refeições a pessoas socialmente vulneráveis, como moradores de rua, catadores de papel e outros que passam pelo local.

“O objetivo é tocar pessoas através do amor de Deus. O projeto consiste na entrega de refeições e no desenvolvimento de relacionamentos, pois acreditamos que o amor é demonstrado através da simplicidade e sinceridade dos gestos: Abraçar com carinho, ouvir com atenção, aconselhar com amor e conversar com igualdade”, comenta Tatiana Czap, responsável pelo projeto juntamente com seu marido, Ricardo Czap.

Como acontece o Projeto Sopão?

A entrega das refeições acontece todas as sextas-feiras a partir das 20h, na esquina das ruas Conselheiro Laurindo e Engenheiros Rebouças em Curitiba (PR).

A refeição é servida para os catadores de papel, moradores da região e demais pessoas que passam no local. Enquanto se alimentam, ganham atenção do grupo de voluntários que conversam, oram e compartilham da palavra de Deus. As crianças participam de brincadeiras, histórias e recebem muitos abraços.

O que é servido nas refeições?

No início do projeto, eram distribuídos apenas sopa e pão, devido ao custo mais baixo. Mas com o engajamento de voluntários, cozinheiros e apoiadores, hoje servimos cardápios variados: risoto de frango, de calabresa e com molho branco; macarrão com salsicha ou carne moída; cachorro quente e, ainda, suco e doces de sobremesa. São cerca de 200 refeições a cada sexta-feira.

Como posso ajudar com o Sopão?

Há três maneiras de ajudar com o projeto e fazer parte da manifestação do amor de Deus a essas pessoas:

Contribuição financeira: Por não ter um local para armazenar ingredientes, a melhor contribuição material é por meio das ofertas em dinheiro.

“O projeto é muito simples e depende da ajuda de voluntários, inclusive no armazenamento dos materiais utilizados como embalagens, copos e talheres descartáveis, temperos, brinquedos, bolas, barracas, panelas e etc. Por isso hoje temos uma conta no Banco do Brasil separada somente para esse propósito”, explica Tatiana.

Escala da cozinha: A preparação da comida é realizada através de escala na própria casa do voluntário. No dia anterior à preparação, o Sopão se encarrega de comprar os ingredientes e levar as panelas e utensílios necessários até a casa do cozinheiro.

No dia seguinte passa buscar, a não ser que o voluntário queira levar a comida até o Sopão e participar da distribuição conosco. Ou seja, o voluntário entra com a mão-de-obra, água e gás.

Apesar do projeto se chamar Sopão, o cardápio varia muito. São servidos sopa, risotos, macarrão, polenta e etc. Com antecedência, é definindo o cardápio, mas a preferência nos ingredientes normalmente fica a critério do cozinheiro voluntário, assim como envolver mais pessoas para ajudar no preparo.

Servimos cerca de 150 copos de risoto, ou seja, são 2 panelas industriais e a comida precisa ficar pronta até as 19h30, horário que passamos buscar na sexta. Normalmente em fogão comum, a comida leva horas pra ficar pronta e isso pode tomar a tarde do voluntário.

Distribuição e entrega na sexta-feira: Para fazer parte da equipe durante a entrega nas sextas-feira, basta aparecer! O projeto acontece a partir das 20h, todas as sextas na esquina das ruas Conselheiro Laurindo e Engenheiros Rebouças (Curitiba-PR), a céu aberto mesmo. Nem a chuva impede o Sopão.

A única instrução prévia é a de não levar doações (roupas, brinquedos, mantimentos, etc). O Sopão busca pessoas dispostas a doar seu tempo e seu coração. Durante a distribuição, a equipe faz atividades com crianças e futebol com adolescentes, portanto, os filhos dos voluntários também são bem-vindos.

Quero ajudar

Se você tem disponibilidade de ajudar em qualquer uma dessas áreas, entre em contato com o Ricardo ou a Tatiana pelos números: (41) 99912-1796 ou (41) 99618-6702.