Estudos

No último domingo, Deus abençoou a igreja através da mensagem e da vida do Israel Subirá. Utilizando o texto de Filipenses capítulo 4, nos versículos 6 e 7, ele começou ensinado sobre a os dados alarmantes da ansiedade nesses tempos e como muitos tem sido afetados por esse mal.
A definição da palavra ansiedade, no dicionário, tem um sentido de incerteza em relação ao futuro, gerando temor e insegurança sobre o que ainda irá acontecer. O Israel lembrou, que não somente não se deve andar em ansiedade, como também o filho de Deus, tem muitos motivos para não ser ansioso.

Não devemos ser ansiosos

Não andar em ansiedade não é uma sugestão, mas sim um mandamento. A ansiedade é um caminho para a falta de fé, porque o medo de não poder controlar o “amanhã”, é uma desconfiança no caráter e amor do Senhor, consequentemente é um pecado que afasta o Cristão de Deus, como está escrito em Hebreus 11:6 – “Sem fé é impossível agradar a Deus”.
Os filhos de Deus podem e devem levar todas as preocupações aos pés do Senhor, Ele sempre cuidou e continuará cuidando das necessidades do seu povo, Ele nunca mudará.

Temos motivos para confiar

A palavra de Deus, não apenas diz que não se deve andar em ansiedade, como traz as razões para descansar e confiar. Em Mateus 6:25-33, Jesus ensina, que tudo o que seus filhos precisam, o Senhor não apenas sabe, como também se importa nos mínimos detalhes. Para que uma confiança inabalável seja estabelecida, é necessário construir através de processos, uma total entrega e confiança em Deus, é preciso se render totalmente nos braços do Senhor.
Os próprios discípulos passaram pelos conflitos da ansiedade, Jesus havia dito a eles que morreria e ressuscitaria, ainda assim, mesmo depois de ressuscitar, tem que busca-los enquanto estavam pescando por medo e desânimo. Jesus durante os 40 dias finais antes de subir aos seus, animou e enviou seus discípulos, deixando claro que Deus cuidaria de todas as necessidades dos seus filhos.
A confiança e a fé devem estar fundamentadas no carácter e amor de Deus, conforme a confiança no Senhor cresce, mais a ansiedade desaparece.

Jesus, com muita compaixão se preocupa, intercede e juntamente com o Espírito Santo nos consola, mesmo não merecendo, Ele entende e as nossas necessidades. Como não descansar nesse amor tão infalível?