Estudos

No último domingo, o pastor Luciano Subirá trouxe uma importante mensagem à igreja, relembrando sobre a realidade do inferno. Se somos salvos é porque existe algo de que ser salvo, ou seja, remidos da condenação eterna.

Nos últimos tempos, a igreja tornou a mensagem acerca do inferno algo secundário. Em alguns casos, com o agravante de distorcer o assunto, apontando-o como algo não literal ou menos sério do que realmente é.

O pastor Luciano Subirá destacou que o tema foi abordado nas escrituras e quem mais falou sobre ele foi Jesus. Se o que Cristo falou acerca do inferno não é real, por que as demais coisas deveriam ser levadas a sério? Porém, como sabemos que tudo o que o Senhor ensinou é verdade, devemos considerar o assunto com a mesma seriedade dos demais.

Existe, sim, uma condenação eterna longe da presença de Deus, chamada na Bíblia de inferno. Há quem tente distorcer ou questionar essa realidade colocando em xeque o amor e a bondade do Senhor. “Se Deus é amor, por que criou o inferno?” Para outros, a misericórdia de Deus é argumento de salvação: “Deus é bom e no final todo mundo vai ser salvo”.

Em ambos os casos, o que se revela é uma falta de conhecimento acerca das escrituras e do caráter de Deus. O mesmo Deus que é amor, é justo e uma característica não pode anular a outra. O Senhor não pode descartar a sua justiça; mas, por causa de seu amor, encontrou um meio para que a justiça fosse satisfeita: através da morte de Jesus, cordeiro santo que tira o pecado do mundo.

Para quem é o inferno?

Deus não criou o inferno para os homens. Jesus fala, ensinando aos discípulos, que o inferno foi criado para Satanás e seus demônios, para a condenação eterna deles!

Porém, o homem, nascido de Adão com a semente corruptível do pecado, está condenado à separação eterna de Deus por sua natureza. O Senhor, entretanto, que é amor e misericórdia, providenciou uma salvação. Cristo veio pagar o preço do pecado da humanidade e dar a todos a oportunidade de serem libertos da condenação eterna no inferno.

Essa oportunidade é para todos! E Cristo pagou um alto preço – o que não poderíamos pagar – para que ela chegasse até nós.

Boas novas de grande alegria

A mensagem central da salvação não é somente o inferno, porém não podemos deixar de lado a sua existência. Cristo nos salvou de uma condenação eterna de sofrimento longe de Deus: essas são as boas novas da Cruz! Não é preciso que nenhum homem vá para o inferno.

Esse entendimento acerca do inferno tem três funções importantes:

1. Levar o homem que não conhece a Deus ao arrependimento e entrega a Jesus.

2. Manter a nós, cristãos, com o coração em temor e obediência reverente, levando uma vida digna do evangelho e de santificação progressiva.

3. Levar todo cristão a compreender a urgência da evangelização.

Que possamos ser pessoas que celebram a redenção, vivem como remidos e levam a mensagem para que outros alcancem essa liberdade.

Confira algumas fotos do último domingo

 

CULTO DOMINGO 24/01/2121