Estudos

No último domingo, o pastor Luciano Subirá iniciou uma nova série de mensagens, com o tema Prosperando pela Palavra. 

Partindo das palavras ditas por Deus a Josué, logo que assumiu a liderança do povo de Israel como sucessor de Moisés, o pastor mostrou como o Senhor tem promessas de estar conosco e intervir de maneira sobrenatural em nossas batalhas.

Porém, há uma contrapartida humana: o sucesso de Josué estava condicionado à relação que ele deveria nutrir com a Palavra de Deus: “Não cesse de falar deste Livro da Lei; pelo contrário, medite nele dia e noite, para que você tenha o cuidado de fazer segundo tudo o que nele está escrito; então você prosperará e será bem-sucedido” (Josué 1:8).

Vemos uma verdadeira “fórmula do sucesso” dada por Deus a Josué – e a todos nós: o vínculo real e profundo com as leis e decretos divinos. “Se a Palavra está na sua boca e no seu coração, ela vai se manifestar na forma de você se conduzir. E o resultado será a manifestação da vontade de Deus em sua vida.”

O poder da Palavra

Foi pela Palavra de Deus que o mundo foi criado e é, através dela, que tudo subsiste.

Mais do que simplesmente manter a existência e a ordem de todas as coisas criadas, a Palavra de Deus tem um poder específico na vida de cada pessoa que se submete à sua ação e que desenvolve um relacionamento com ela. É o alimento para nosso espírito e para a nossa fé, além de dirigir e guiar nosso caminho.

Há uma “combinação explosiva” quando se trata do relacionamento com a Palavra de Deus: confissão + meditação + prática. Essa união produz uma revolução em sua vida, alinhando-a ao propósito divino.

Poder da confissão

O pastor Luciano relembrou sobre a importância da confissão da Palavra de Deus, destacando o poder daquilo que falamos no mundo espiritual.

As trevas tentam influenciar o que falamos e também a nossa maneira de falar e Deus deseja fazer o mesmo. Ele quer que nós compreendamos o poder que há em nossa língua: poder de mudar a nossa história e trazer para nossas vidas o estabelecimento do propósito divino.

“Precisamos aprender a alinhar a nossa fala à Palavra de Deus. E, antes de estar em nossa boca, ela precisa estar em nosso coração.”

A palavra como espada

Expressar a Palavra de Deus é verbalizar a nossa fé e um verdadeiro ato de guerra espiritual. “Confessar não é simplesmente falar um versículo, mas se apropriar de algo que está escrito.”

Pastor Luciano usou o exemplo de Davi diante de Golias e dos 12 espias quando trouxeram o relatório acerca da terra prometida – e como influenciaram o povo. A palavra que saiu da boca desses homens definiu os seus destinos.

Pela fé na Palavra divina e apropriação de Suas promessas, entendemos que é possível prosperar em circunstâncias desfavoráveis.

“Não importa o tipo de crise que bata à nossa porta, nós podemos viver intervenções de Deus. Para isso, é preciso estabelecer vínculos profundos com a Palavra de Deus. Ela vai estar na minha boca, no meu coração e vai dirigir a minha vida. Essa é nossa responsabilidade e não de Deus.”

Mensagens do pastor Luciano Subirá em áudio.